• Rúbia Gioli

Vantagem competitiva

Distribuidora vai ao STF por subsídio de R$ 0,30 no diesel concedido à Petrobras


Por Sérgio Rodas

O subsídio que o governo concedeu à Petrobras em troca da redução do preço de diesel violou o princípio da livre concorrência, pois criou uma vantagem competitiva para a estatal. Com esse fundamento, a Brasil China Importadora e Distribuidora (BCI) impetrou mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal para pedir da União subvenção de R$ 0,30 por litro do combustível, que foi concedida à Petrobras.

Caminhoneiros fizeram greve por diminuição no preço do óleo diesel.

Reprodução

Para cumprir o acordo feito com caminhoneiros de redução de R$ 0,46 no litro do diesel, o presidente Michel Temer editou três medidas provisórias diminuindo impostos, o que resultará numa queda de R$ 0,16. Um programa de subvenção à Petrobras garante menos R$ 0,30 no valor de cada litro. O preço ficará congelado por 60 dias.

Mas a BCI considerou que a medida permite uma excessiva vantagem competitiva à Petrobras. Em MS impetrado pelo advogado Braz Florentino Paes de Andrade Filho, do Amaral, Paes de Andrade, Perez, Figueirêdo Advogados, a companhia afirma que, como a estatal poderá vender óleo diesel por R$ 2,0316 sem ter prejuízos — uma vez que a União arcará com a diferença de R$ 0,30 por litro —, “todo o mercado” passará a adquirir o produto da empresa.

“Haverá, pois, uma captura de mercado por parte da Petrobrás, custeada pelos cofres públicos, em clara afronta à livre concorrência”, alegou a companhia, mencionando o princípio do artigo 170 da Constituição.

Além disso, a BCI apontou que o artigo 36 da Lei 12.529/2011 proíbe a concessão do benefício apenas à Petrobras. O dispositivo estabelece que os atos que, de qualquer forma, prejudicam a livre iniciativa ou a livre concorrência são infração à ordem econômica.

Dessa maneira, a companhia pediu liminar para assegurar que ela também tenha direito à subvenção de R$ 0,30 por litro de óleo diesel.

Sérgio Rodas é correspondente da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ministro Dias Toffoli suspende efeitos do Tema 709

Por conta da pandemia da Covid-19 e o momento de pico no país, foram suspensos os efeitos do Tema 709 aos profissionais da saúde que estão na linha de frente ao combate ao vírus. Assim, ao menos de fo